Boa mesa: quinze dicas de vinho em busca da harmonização perfeita…

Padrão

Muitos que acompanham (quase) diariamente o Histórias e Vinhos devem ter percebido a primeira pequena-grande ausência aqui no espaço, que não recebia atualizações desde o dia 07/julho. Mas esta semana foi um período de férias merecidas, mas que também permitiu provar algumas novidades relacionadas ao mundo dos vinhos que serão expostas aqui em breve.
Para o retorno, com chave-de-ouro, preparei algumas dicas de harmonização com vários tipos de uvas e pratos que combinariam bem. Vale lembrar que não sou chef, mas sim um cozinheiro ocasional, que gosta de tentar, experimentar e inovar mas, principalmente, aproveitar tudo isso sem complicações.
Tente também suas harmonizações, sem regras ou limites. Qualquer coisa interessante para compartilhar, o espaço está aberto. Aproveite:

1. Pinot Noir: Exuberante
Pratos com aromas e sabores leves e receitas que contém cogumelos, de médio corpo e sem molhos pesados, mas cheios de complexidade, harmonize com um bom Pinot Noir, principalmente da região da Borgonha (França), ou italianos de Dolcetto. Dica de receita: Massa recheada com mussarela de búfala com molho de shitake e alho poró.

2. Chardonnay: de A a Z
Peixes gordurosos ou peixes preparados com molhos densos, a sedosa Chardonnay poderá ser uma boa escolha. Regiões como a Califórnia, Chile ou Austrália poderão fornecer bons exemplares, que combinarão bem com um salmão ou frutos do mar com molhos exuberantes. Adapte o tempo de permanência no carvalho ou o frescor e acidez do vinho jovem ao conteúdo do seu prato. Dica de receita: Salmão grelhado na manteiga com salada de abacate.

3. Champagnes e espumantes: Refrescância em borbulhas
Pratos salgados pedem um bom espumante. A maioria dos espumantes secos, como Champagne brut ou o Cava espanhol mantém um leve toque de doçura, o que os tornam refrescantes quando servidos com alimentos salgados. Lembre-se sempre dos espumantes nacionais, qualidade e preços interessantes. Dica de receita: Canapés de camarão ao curry.

4. Cabernet Sauvignon: Fabulosamente adaptável
Os vinhos de cabernet sauvignon são unanimidade, em todas as faixas de preço. Em geral, eles pedem uma carne suculenta, pois a cada gole, os taninos firmes sempre deixam o paladar pedindo por mais um pedaço de carne. Californianos a Bordeaux, sem moderação. Dica de receita: Carré de cordeiro com ervas finas.

5. Sauvignon Blanc: Leveza intrínseca
Para a combinação com o Sauvignon blanc, o prato não pode estar sobrecarregado. Carnes leves, preferencialmente brancas. Molhos leves e aromáticos. Nesta classe você pode incluir ainda o Vinho Verde de Portugal e o Verdejo da Espanha. Dica de receita: Escalope de porco ao molho de laranja.

6. Rosés: Diferentes
Alguns queijos podem ser perfeitamente combinados com vinhos brancos ou tintos. Mas a grande beleza da vida é inovar e provar coisas diferentes, então eu proponho os rosés, que combinam a acidez do vinho branco e a fruta do vinho tinto. Então já sabe, um prato rico em queijo, opte por um rosé. Dica de receita: Suflê de queijo.

7. Pinot Grigio: Ainda mais diferente
Mariscos, ostras e frutos do mar, preparados de maneira suave podem ser bem combinados com a Pinot Grigio, que ainda não tem muita atenção no Brasil. Outros vinhos delicados como o Arneis, da Itália, ou o Chablis, da França, podem ser boas opções. Dica de receita: Ostras gratinadas.

8. Malbec: Qualidade incontestável
A combinação do Malbec com molhos tipo barbecue pode ser interessante. O doce-picante-condimentado não vai ofuscar estes vinhos e pode ressaltar o seu peso. Boas opções seriam os clássicos Malbec argetinos, de boa relação preço-qualidade no mercado brasileiro. Dica de receita: Costelinha de porco defumada ao molho barbecue.

9. Moscato d´Asti: Doce como as mais doces sobremesas
Sobremesas de frutas podem ser bem harmonizadas com espumantes como o Moscato D´Asti, demi-sec, que ajuda a enfatizar a fruta, ao invés do açúcar. Dica de receita: Figos em calda mel.

10. Syrah: Contrastando o condimentado
Alie a beleza da Syrah com pratos levemente condimentados, o resultado será interessante. Quando uma carne estiver picante, como um frango asiático ou aperitivos australianos, procure um vinho tinto com notas de especiarias. Syrah americano, Cabernet Franc francês ou até os exóticos Xinomavro gregos são boas opções. Dica de receita: Hamburger caseiro com cominho picante.

11. Zinfandel: Emparelhamento cremoso
A harmonização de Zinfandel com patês, mousses e terrines é muito boa. Uma combinação de adjetivos e que funciona bem. Zinfandel, Nero d´Avola da Itália e Monastrell da Espanha acompanham bem pratos cremosos. Dica de receita: Mousse de frango e gorgonzola cremoso.

12. Riesling: Dos extremos e vice-versa
Os riesling podem acompanhar pratos extremos, que combinam ingredientes doces e picantes. De asiáticos a indianos. Dica de receita: Salada verde com torresmo.

13. Champagne rosé: Elegante, mas não tanto
O champagne rosé é pouco consumido, mas é importante lembrar que pode ser uma boa opção para um jantar descontraído e não só para grandes ocasiões, principalmente porque combina com uma grande variedade de pratos. Sabor e riqueza. Dica de receita: Risoto de limão e palmito.

14. Vinhos de sobremesa: Boa pedida
Muitas pessoas gostam de harmonizar os pratos principais com seus vinhos. Mas, na hora da sobremesa, a grande minoria consome os vinhos de sobremesa ou tenta uma combinação interessante. Brancos ou tintos. Dica de receita: Strogonoff de nozes com um Tokaji da Hungria.

15. Vinhos do Velho Mundo: História e tradição
Os vinhos do Velho Mundo são intimamente ligados aos pratos do Velho Mundo. A dica que eu mais recomendo: Combine a origem do prato com a origem do vinho, que cresceram e evoluíram juntos ao longo dos séculos. Receitas toscanas e os toscanos, formam um ajuste natural. Pratos espanhóis e portugueses com seus vinhos de uvas típicas. Dica de receita: Paeja completa e um bom Rioja.

Por Histórias e Vinhos blog

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s