A volta dos brewpubs a São Paulo

Padrão

Já tradicionais em países como Alemanha e Estados Unidos, os brewpubs, ou locais que produzem e servem sua própria cerveja acompanhada de petiscos ou refeições, ganharão dois novos representantes em São Paulo.

Até o fim do mês, começa a funcionar em Pinheiros a Cervejaria Nacional. Nascida em 2006 como pequena produtora de chopes para bares e restaurantes (Drake’s, Santa Madalena e I Vitelloni), ela agora terá local próprio, cinco estilos de fermentadas e cardápio harmonizado com cada variedade.

A cervejaria foi instalada em um prédio de três andares. Da entrada, já é possível ver panelas de cozimento e tanques de fermentação – podem ser produzidos até 9 mil litros ao mês. Em princípio, serão cinco receitas, idealizadas por Luís Fabiani, um dos sócios e fundador da Nacional com Dudu Toledo: a Domina, uma weissbier; a Y-îara, uma pilsen; a Kurupira, uma brown ale; a Mula, uma india pale ale com potentes 7,5% de teor alcoólico e 60 unidades de amargor (uma “loura” industrial tem, em média, dez) e a stout Sa’si. As receitas são destaque no bar do segundo andar, tiradas de uma “trave” com sete torneiras – haverá espaço para surpresas sazonais.

Um piso acima, no restaurante, será possível harmonizar as cervejas da Nacional com pratos feitos na grelha, a cargo do chef Alexandre Cymes e de seu sócio, Marcus Ribas, como as coxinhas de pato, cujas combinações sugeridas são a Mula ou a Sa’si. Ou o braseado de cordeiro na Kurupira ale, cozido que vai bem com a cerveja usada em sua produção. Há ainda itens de “livre associação”, como os bolinhos de mandioca com linguiça. O preço dos chopes vai de R$ 6 a R$ 12, dependendo do estilo e do tamanho.

Invasão de corsários. Até junho, a Casa da Li, na Vila Madalena, terá novo morador. A divisão de espaços deve ser feita, apropriadamente, pelo hasteamento de bandeiras. De dia, tremulará a da casa de Eliane André. À noite, ela dará lugar à Cervejaria Corsário.

Um dos sócios, o médico Marcelo Cury, diz que o empreendimento funcionará em parceria com a Casa da Li, que fará pratos para serem harmonizados com as cervejas produzidas no local. “Teremos seis torneiras de chope, duas para marcas convidadas. E a ideia é apostar em estilos diferentes e pouco difundidos no Brasil”, explica.

A lista de crias próprias inclui uma saison, uma imperial stout maturada em barril de cachaça e uma receita de inspiração egípcia baseada na norte-americana Midas Touch, da Dogfish Head, mas fermentada com leveduras de saquê.

ONDE FICA

Cervejaria Nacional
R. Pedroso de Morais, 604, 3034-4863

Cervejaria Corsário
R. Aspicuelta, 23, 3871-1002

Por OESP/Paladar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s